Postado em 11 de Setembro de 2017 às 15h30

Setembro Amarelo

Gestão de Saúde (31)

Campanha visa conscientizar a população para a prevenção do suicídio.

A Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) promove, anualmente, a campanha Setembro Amarelo, com o objetivo principal de informar corretamente a população acerca da prevenção do suicídio. Em 2016, a campanha atingiu mais de 50 milhões de pessoas em todo o País, chamando a atenção para esta triste realidade por meio de caminhadas, simpósios, palestras e colaboração com a imprensa. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase um milhão de pessoas morrem por suicídio anualmente, o equivalente a uma morte a cada 40 segundos. No Brasil, de acordo com os números do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, ocorrem, em média, 32 mortes por suicídio/dia.

De acordo com um levantamento feito pela OMS, a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio em alguma parte do mundo.

Diversos estudos apontam que aproximadamente 100% das mortes por suicídio estão associadas a um transtorno psiquiátrico. Visando contribuir para a redução desses números alarmantes, a campanha Setembro Amarelo busca conscientizar a população acerca da importância da identificação e tratamento corretos das doenças mentais, o que traria um impacto direto na redução das mortes por suicídio. Falar sobre suicídio de maneira responsável e com base em informações corretas ajuda na sua prevenção. Pensando nisso, a ABP e o Conselho Federal de Medicina (CFM) lançaram duas cartilhas com orientações sobre o tema: “Comportamento suicida: conhecer para prevenir”, um manual dirigido a profissionais da imprensa; e “Suicídio: informando para prevenir”, voltada aos profissionais da área de saúde.

Segundo dados, 17% das pessoas no Brasil já pensaram, em algum momento, em tirar a própria vida. 

“A ABP e o CFM estão de mãos dadas para fazermos, neste ano, o maior Setembro Amarelo que já existiu na história desta atividade. Todos nós devemos participar desta Campanha, para fazer a prevenção do suicídio. Agora, em setembro, participe você também, quer seja na sua comunidade, no bairro, nas escolas, no seu trabalho. Venha para esta campanha, venha nos ajudar a salvar vidas”, convidou o coordenador nacional da Campanha, Dr. Antônio Geraldo da Silva.

Veja também

Ministério da Saúde lança campanha de Luta Contra a AIDS30/11/18Através de plataforma online e interativa, internauta pode ajudar a construir a história do HIV e celebrar a vida após 30 anos de luta contra AIDS. Há 30 anos, no dia 27 de outubro de 1988, a Assembleia Geral da ONU e a Organização Mundial de Saúde instituíram o dia 1º de dezembro como o Dia Mundial de Luta contra a Aids. Cinco anos após a descoberta do vírus causador da Aids, o HIV, 65,7 mil pessoas já tinham sido diagnosticadas com o vírus, e 38 mil já tinham falecido. Para marcar......
Home Care em alta09/07/19 Assistência médica domiciliar cresce no Brasil e abrange mais de 670 empresas e 230 mil profissionais Keli Magri Há mais de um século, uma cena era comum em pequenas e grandes cidades: o médico da família ou......
Aumentam os focos de Aedes aegypti em Santa Catarina16/08/17Boletim epidemiológico aponta aumento de casos de febre de chikungunya no estado. Foto: Eduardo Seidl | Palácio Piratini O número de focos do mosquito Aedes aegypti vem crescendo em Santa Catarina. Em apenas 15 dias, 121 novos focos foram identificados no estado, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado......

Voltar para NOTÍCIAS