Postado em 12 de Junho às 09h44

Junho Vermelho incentiva a doação de sangue

Vida Saudável (33)

Agendamentos oferecem segurança ao doador

O inverno é um período propício para a disseminação de doenças respiratórias. Pessoas sintomáticas não podem realizar doação. A consequência natural é a diminuição dos estoques de sangue. Para evitar que isso ocorra, no mês de junho, os hemocentros focam em campanhas educativas para estimular as doações.

Eliana Ribicki, coordenadora de captação de doadores do Hemosc Chapecó, destaca: “É a frequência com que os doadores comparecem para captação que permite o equilíbrio dos estoques. Os hemocentros dependem dos doadores regulares”.

Sabendo disso, Mário Pavin doou seu sangue regularmente por 50 anos seguidos, colaborando para o funcionamento dos hospitais de Passo Fundo (RS) e região, já que sem estoques de sangue, cirurgias e atendimentos a pacientes com doenças crônicas ou em tratamento ficam prejudicadas. Para Mário, a doação sempre foi algo natural. Agora, aos 70 anos já não pode mais doar. Contudo, durante cinco décadas, Mário esteve atento às necessidades dos hemocentros. Além de fazer o bem a centenas de pessoas, deixou um legado aos filhos, ensinando-os sobre a importância da doação regular e contínua.

Segurança

Neste momento de pandemia, a estratégia de trabalho dos hemocentros está centrada no processo de agendamento. O objetivo é assegurar o distanciamento seguro e controlar os estoques. “Intensificamos os cuidados para garantir segurança aos doadores e colaboradores e possibilitar que os estoques se mantenham em níveis seguros”, ressalta Eliana Ribicki, Hemosc Chapecó. 

A cada dois anos, o Ministério da Saúde divulga dados de pesquisa sobre o perfil do doador de sangue no Brasil. Atualmente, 1,6% da população brasileira doa sangue - 16 a cada mil habitantes.

Cada doação pode salvar até quatro vidas. Faça sua parte. Agende seu horário no hemocentro da sua região.

Veja também

Viver é mais que existir23/07/19 Qualidade de vida é o termômetro para medir o desenvolvimento das cidades. Qual é a febre da sua? Keli Magri Na hora de mudar de cidade, o que mais pesa na sua escolha? Oferta de trabalho? Segurança? Índices públicos de saúde? Acesso à educação? Mobilidade urbana? A quantidade de áreas verdes? Praias? Espaços para lazer? E se......
Hemocentros participam de ferramenta do Facebook06/06/18Seis bancos de sangue são escolhidos no Brasil para a criação de uma nova plataforma do Facebook. O objetivo é ampliar a base de doadores de sangue no País. A nova ferramenta permite que os cidadãos se cadastrem e recebam notificações quando os bancos de sangue realizarem eventos para atrair voluntários ou quando os hemocentros solicitarem o reforço urgente do estoque de sangue.......
Boa alimentação para saúde muscular e óssea15/12/17Conheça mais sobre a importância da Vitamina D para a saúde muscular e óssea. Os hábitos alimentares e outros fatores do estilo de vida desempenham papel importante na determinação da saúde dos ossos ao longo da vida e, assim como o cálcio, a vitamina D é essencial para manter a......

Voltar para NOTÍCIAS