Postado em 05 de Julho de 2018 às 14h41

Homeopatia no tratamento de animais

Espaço Animal (12)

Homeopatia é alternativa mais barata e saudável para produtores catarinenses no tratamento de doenças dos animais.

De forma diluída e em pequeníssimas doses, medicamentos naturais estão trazendo benefícios aos bovinocultores de Santa Catarina. Desde 2015, a Epagri entrou com o projeto de homeopatia como alternativa para o tratamento de doenças em animais. Hoje os produtores já colhem resultados significativos, como melhora na saúde do rebanho, aproveitamento de todos os produtos oriundos dos animais, entre outras vantagens.

De acordo com o médico veterinário homeopata da Epagri, Marcelo Silva Pedroso, a homeopatia cura problemas crônicos e agudos. “Toda doença, tanto aguda quanto crônica pode ser tratada com a homeopatia. A mastite é o principal problema da atividade e mais comum, mas uma enfermidade de pele, pneumonia, digestivo, diarreia ou qualquer outra pode ser tratada com homeopatia”, explicou.
 

Benefícios

Entre os principais benefícios da homeopatia estão a economia com remédios s e evitar o desperdício do alimento. “Os agricultores aderem inicialmente para baixar os custos, pois acabam gastando muitos recursos nas agropecuárias com remédios . Com a homeopatia, acabam os problemas de resistências aos medicamentos e, principalmente, evitam o residuo químico que fica no leite, carne e ovos, produtos que precisam ser descartados durante um tratamento com antibiótico”, alertou Pedroso.

No Sul do Estado, a segunda maior bacia produtora de leite de Santa Catarina, a técnica está se disseminando a passos largos entre os produtores. Mais de 160 alunos fizeram o curso de homeopatia ofertado pela Epagri e levara para 50 propriedades o tratamento, tanto na área animal quanto vegetal.

Qualidade na produção

Revista Servioeste - Saúde e Meio Ambiente Qualidade na produção O casal de agricultores Rita de Cassia e Leandro Esteves, do município de Forquilhinha, comprovou a eficácia da homeopatia. “Além de ser mais em conta, a...

O casal de agricultores Rita de Cassia e Leandro Esteves, do município de Forquilhinha, comprovou a eficácia da homeopatia. “Além de ser mais em conta, a gente observa uma melhora nos animais, tanto no comportamento, quanto nas questões de doenças. Anteriormente, quando tratados com remédios químicos, eles acabavam adoecendo depois de uma forma mais grave e tínhamos que buscar alternativas mais agressivas para a cura. Com a homeopatia as doenças não retornam”, comentou a produtora.

Com uma produção diária atual de 250 litros, o leite é a segunda principal fonte de renda do casal, seguida pela rizicultura, que antigamente era sua única atividade. “Iniciamos a bovinocultura em 2010, mas não tínhamos uma perspectiva longeva de permanecer na atividade, víamos que era algo limitado, só após entrarmos em uma cooperativa e conhecer a homeopatia é que acreditamos e conseguimos aumentar nossa produção”, lembrou Rita.

O leite que sai da propriedade do casal é vendido pela cooperativa cumprindo todos os padrões de qualidade exigidos pelo mercado. “Quando tivemos o primeiro módulo de bovinocultura no curso, começamos aplicar a homeopatia nos nossos animais e tratar o rebanho como um todo. A partir desse momento, diminuímos os antibióticos até chegar a zero. Hoje estamos apenas com o homeopático, então não temos nenhum resido de remédio na nossa propriedade”, garantiu Esteves.

Capacitação

Com um laboratório de homeopatia em Lages, a Epagri conta ainda com sete veterinários especialistas e outros engenheiros agrônomos capacitados para atender no estado com cursos e capacitações. “A homeopatia é uma ciência reconhecida, ela funciona. Os produtores que se interessarem devem procurar diretamente nossos escritórios municipais da Epagri que nossos colegas vão realizar a orientação necessária”, explica o médico Marcelo Silva Pedroso.

*Matéria e Fotos: Paula Darolt | Secretaria de Comunicação do Estado de SC - Secom

Veja também

Livre para voar13/10/17Animais da Falcoaria ajudaram na redução de 30% das colisões de aeronaves com aves no aeroporto RIOgaleão, apenas em 2016. Pode não parecer, mas ao dividir o espaço aéreo entre aeronaves e animais, o choque entre eles é um fator de risco para ambos. Nos EUA, por exemplo, de 1990 a 2007, cerca de 80 mil incidentes com pássaros foram reportados na aviação civil, quase um impacto para cada 10 mil voos, de acordo com a Administração Federal da Aviação Civil......
Uma visita “CãoAmor”20/12/17Projeto dos colaboradores da Unimed Chapecó apresenta resultados que demonstram que veio para ficar. Quando a visita é com amor, ninguém resiste. Toda vez que a Fiona (Pug de 9 anos), a Xula (Pastor de Shetland de 10 anos), o Bono, (West Highland White Terrier de 6 anos) e o Bento (Pug de 4 anos) circulam pelos corredores e quartos de alguns......
Filho de quatro patas16/04/18O mercado pet aproveita os laços criados entre humanos e animais para expandir as possibilidades de produtos e oferecer alternativas para os tutores. Por Carol Bonamigo Em 2013, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou, através da Pesquisa Nacional de Saúde, que 44,3% dos domicílios do País possuem, pelo menos, um cachorro. Isso significa,......

Voltar para NOTÍCIAS