Postado em 04 de Janeiro de 2018 às 14h50

Cuidados com animais no verão

Espaço Animal (12)

Atenção deve ser redobrada em dias de calor intenso.

Alguns animais de estimação merecem atenção durante os dias quentes e secos neste período do ano. Dicas simples como ter o acesso fácil para água e evitar a caminhada em horários com o sol muito forte podem ajudar em manter o animal hidratado e saudável no verão. Essas são algumas orientações que a Polícia Militar Ambiental passa à população para proteger os animais.

A primeira situação que os donos devem notar é o comportamento. "Se o animal apresentar alguma diferença no dia a dia, como com uma respiração muito ofegante, pode ser em razão do calor", explica o major Marledo, da Polícia Militar Ambiental. Dependendo da pelagem, essa situação pode ser mais intensa. "É sempre bom verificar se as características da pelagem e do animal para analisar uma possível tosa no período mais quente", disse.

Revista Servioeste - Saúde e Meio Ambiente A hidratação dos animais é fator importante também. É recomendada a troca de duas a três vezes por dia da água. Além da hidratação,...

A hidratação dos animais é fator importante também. É recomendada a troca de duas a três vezes por dia da água. Além da hidratação, alguns animais como os cachorros necessitam da água para resfriar o seu corpo. "Os cachorros transpiram pela boca, por isso sempre estão com a língua para fora, essa é a condição do resfriamento dele", explica. Outra orientação é deixar o líquido sempre disponível e em local acessível para hidratação adequada.

De acordo com o major, alguns animais como os gatos adotam o processo de banho naturalmente. Para os cachorros, é importante diferenciar o banho de limpeza do banho para dias quentes. "Em dias muito quentes, o ideal é lavar o animal sem produtos, apenas para ele se refrescar. Nesses casos, não é recomendado o uso de sabão ou espuma. Esse tipo de produto tira as proteções do pelo". Ele também sugere ainda que o banho seja dado com água mais gelada.

Ao sair para caminhar ou levar o animal para passear é importante observar o horário em que será feito. Evitar os períodos em que o sol esteja muito forte e sair de preferência pela manhã ou à noite. Além da proteção da pele, é preciso prestar atenção nas patas. "As patas em si já têm uma proteção natural, mas o ideal é evitar pisos quentes que retenham calor, como asfalto e cimento. Se for possível, levar os animais em locais com grama ou areia clara que não prejudiquem as patas", complementa o major Marledo.

Dicas para dias quentes com animais de estimação

Revista Servioeste - Saúde e Meio Ambiente Dicas para dias quentes com animais de estimação Trocar a água duas ou três vezes por dia Tosar o pelo, quando possível Ao passear, levar uma garrafa de água...
  • Trocar a água duas ou três vezes por dia
  • Tosar o pelo, quando possível
  • Ao passear, levar uma garrafa de água para hidratar o animal
  • Realizar banhos sem produtos químicos
  • Evitar pisos quentes como asfalto e cimento
  • Faça passeios no início da manhã, final da tarde ou de noite

 

*Informações: Secretaria de Comunicação do Estado de Santa Catarina

Veja também

Filho de quatro patas16/04/18O mercado pet aproveita os laços criados entre humanos e animais para expandir as possibilidades de produtos e oferecer alternativas para os tutores. Por Carol Bonamigo Em 2013, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou, através da Pesquisa Nacional de Saúde, que 44,3% dos domicílios do País possuem, pelo menos, um cachorro. Isso significa, aproximadamente, 28,9 milhões de lares habitados por 52,2 milhões de cães, o que dá uma média de 1,8 animal por casa. Essa......
Banco de sangue para animais19/12/18Hemocentros veterinários ajudam a salvar vida dos pets. Fundado em 2005, pela médica veterinária Simone Gonçalves e pelo administrador Leandro Gomes, o Hemovet é hoje o maior banco de sangue e hemocentro veterinário do Brasil. À época e sua concepção,......
Homeopatia no tratamento de animais05/07/18Homeopatia é alternativa mais barata e saudável para produtores catarinenses no tratamento de doenças dos animais. De forma diluída e em pequeníssimas doses, medicamentos naturais estão trazendo benefícios aos bovinocultores de Santa Catarina. Desde 2015, a Epagri entrou com o projeto de homeopatia como alternativa para o tratamento de......

Voltar para NOTÍCIAS