Postado em 04 de Janeiro de 2018 às 14h50

Cuidados com animais no verão

Espaço Animal (13)

Atenção deve ser redobrada em dias de calor intenso.

Alguns animais de estimação merecem atenção durante os dias quentes e secos neste período do ano. Dicas simples como ter o acesso fácil para água e evitar a caminhada em horários com o sol muito forte podem ajudar em manter o animal hidratado e saudável no verão. Essas são algumas orientações que a Polícia Militar Ambiental passa à população para proteger os animais.

A primeira situação que os donos devem notar é o comportamento. "Se o animal apresentar alguma diferença no dia a dia, como com uma respiração muito ofegante, pode ser em razão do calor", explica o major Marledo, da Polícia Militar Ambiental. Dependendo da pelagem, essa situação pode ser mais intensa. "É sempre bom verificar se as características da pelagem e do animal para analisar uma possível tosa no período mais quente", disse.

Revista Servioeste - Saúde e Meio Ambiente A hidratação dos animais é fator importante também. É recomendada a troca de duas a três vezes por dia da água. Além da hidratação,...

A hidratação dos animais é fator importante também. É recomendada a troca de duas a três vezes por dia da água. Além da hidratação, alguns animais como os cachorros necessitam da água para resfriar o seu corpo. "Os cachorros transpiram pela boca, por isso sempre estão com a língua para fora, essa é a condição do resfriamento dele", explica. Outra orientação é deixar o líquido sempre disponível e em local acessível para hidratação adequada.

De acordo com o major, alguns animais como os gatos adotam o processo de banho naturalmente. Para os cachorros, é importante diferenciar o banho de limpeza do banho para dias quentes. "Em dias muito quentes, o ideal é lavar o animal sem produtos, apenas para ele se refrescar. Nesses casos, não é recomendado o uso de sabão ou espuma. Esse tipo de produto tira as proteções do pelo". Ele também sugere ainda que o banho seja dado com água mais gelada.

Ao sair para caminhar ou levar o animal para passear é importante observar o horário em que será feito. Evitar os períodos em que o sol esteja muito forte e sair de preferência pela manhã ou à noite. Além da proteção da pele, é preciso prestar atenção nas patas. "As patas em si já têm uma proteção natural, mas o ideal é evitar pisos quentes que retenham calor, como asfalto e cimento. Se for possível, levar os animais em locais com grama ou areia clara que não prejudiquem as patas", complementa o major Marledo.

Dicas para dias quentes com animais de estimação

Revista Servioeste - Saúde e Meio Ambiente Dicas para dias quentes com animais de estimação Trocar a água duas ou três vezes por dia Tosar o pelo, quando possível Ao passear, levar uma garrafa de água...
  • Trocar a água duas ou três vezes por dia
  • Tosar o pelo, quando possível
  • Ao passear, levar uma garrafa de água para hidratar o animal
  • Realizar banhos sem produtos químicos
  • Evitar pisos quentes como asfalto e cimento
  • Faça passeios no início da manhã, final da tarde ou de noite

 

*Informações: Secretaria de Comunicação do Estado de Santa Catarina

Veja também

Sempre ao seu lado09/06/17A Terapia Assistida por Animais é uma forma alternativa de humanização do cuidado hospitalar, na qual o bichinho de estimação é parte do processo terapêutico. Por Andressa Oliveira Recchia Carinho, afeto, companheirismo, dedicação... Sentimentos que caracterizam uma relação saudável entre duas pessoas, mas que, cada vez mais, estão definindo a fidelidade dos animais de estimação. Neste sentido, tem se tornado comum a colaboração dos bichinhos na recuperação de pacientes com as mais......
Cão terapia!18/12/19 Golden Retriever transforma vida do pequeno Gabriel, diagnosticado com Transtorno do Espectro Autista (TEA) A família Reis Pereira, de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, encontrou uma terapia especial para ajudar no tratamento do filho......
Uma visita “CãoAmor”20/12/17Projeto dos colaboradores da Unimed Chapecó apresenta resultados que demonstram que veio para ficar. Quando a visita é com amor, ninguém resiste. Toda vez que a Fiona (Pug de 9 anos), a Xula (Pastor de Shetland de 10 anos), o Bono, (West Highland White Terrier de 6 anos) e o Bento (Pug de 4 anos) circulam pelos corredores e quartos de alguns......

Voltar para NOTÍCIAS