Postado em 07 de Abril de 2020 às 12h54

Dia Mundial da Saúde

Vida Saudável (34)

Em meio à pandemia Covid-19, profissionais devem redobrar cuidados no manejo dos resíduos de saúde

Com o retorno de atividades ligadas a profissionais de clínicas odontológicas, de saúde, veterinárias, salões de beleza, manicures, podólogos, barbearias, medicina por imagem, dentre outros, aumenta a geração de resíduos de serviços de saúde (RSS).

Trabalhadores desses setores devem ser capacitados para a prevenção da transmissão e contaminação por agentes infecciosos, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, que classifica o novo coronavírus como agente biológico de alto risco individual e moderado risco para a comunidade.

Profissionais de empresas caracterizadas como geradoras de resíduos de saúde devem redobrar a atenção e seguir rigorosamente os protocolos de higiene e segurança, indicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde, devido aos riscos de contaminação biológica pelo Covid-19.

Resíduos de serviços de saúde (RSS)

O ciclo da gestão de resíduos de serviços de saúde inicia pelos profissionais diretamente vinculados ao manuseio de materiais que podem estar infectados ou conter resíduos enquadrados na Resolução 222 da Anvisa.

Os trabalhadores de serviços de saúde são responsáveis pela classificação e segregação correta e adequada dos resíduos que, posteriormente, seguirão a cadeia da gestão de resíduos conforme normas oficiais.


Orientações


Visando orientar a adoção de medidas de prevenção e controle durante a assistência a casos suspeitos ou confirmados de Covid-19, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou recomendações que vão desde o atendimento hospitalar ao tratamento de resíduos provenientes de pacientes suspeitos ou confirmados de infecção pelo Covid-19. 

O cenário de alto risco de infecção demanda cuidados especiais em todos as etapas da cadeia de produção e gestão de resíduos de saúde e envolve diferentes setores e serviços, do profissional da saúde aos profissionais das empresas responsáveis pelo tratamento e destinação correta destes materiais, com foco a evitar a proliferação da doença.

Assegure-se de seguir as recomendações de segurança, capacitação, uso de equipamentos de proteção individual e verifique se sua empresa atende às exigências legais.
 

Veja também

Entre a liberdade e o bem comum. A incerteza nos bate à porta22/05/20 Potências econômicas correm para conter a propagação e encontrar soluções para a Covid-19. É assunto nos principais meios de comunicação ao redor do globo. Coronavírus esteve entre as palavras mais pesquisadas na internet. Para além das milhares de mortes, o novo vírus protagonizou memes, piadas misóginas, charges pouco......
Baixas temperaturas favorecem o surgimento de doenças respiratórias21/05/18O frio chegou e com ele também as famosas doenças do inverno. Resfriados, gripes, sinusites e asma são algumas das enfermidades comuns da estação. A mudança de temperatura, em especial no inverno, causa maior irritação e infecções das vias aéreas superiores (IVAS). Segundo o otorrinolaringologista Dr. Rodrigo Kohler, essa influência acontece, pois ficamos......
Música para o coração01/04/19As notas musicais acalmam a mente e o corpo e podem ser grandes aliadas quando se trata da saúde, principalmente de pessoas hipertensas segundo pesquisa Por Tuanny de Paula A música movimenta as pessoas. A combinação de ondas sonoras proporciona diversos sentimentos dentro da gente. Alegria, tristeza, exaltação. O coração acelera e se acalma com as batidas......

Voltar para NOTÍCIAS