Postado em 01 de Agosto de 2018 às 16h09

Grupo Servioeste fecha parceria de negócios com o RIOgaleão

Inovação (15)

Unidade Matriz recebe a visita da diretoria do Aeroporto Internacional Tom Jobim.

Em julho, os diretores do Grupo Servioeste se reuniram com equipe técnica do RIOgaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim, do Rio de Janeiro. A visita à unidade matriz do Grupo Servioeste, em Chapecó (SC), tratou de uma nova parceria entre as duas empresas. “A Servioeste já atua no RIOgaleão, na coleta e tratamento dos resíduos e, agora, o segundo maior aeroporto do Brasil fechará um acordo de cooperação para testar equipamento para tratamento de 100% dos resíduos que gera dentro das próprias dependências. Este projeto piloto deverá ter início em 1º de outubro, em caráter experimental, com data para encerramento no final de 2019”, explicou o diretor presidente do Grupo Servioeste, Doacyr Balbinot.

Na ocasião foram apresentados detalhes do projeto piloto desenvolvido pela Servioeste. “Faremos a operação e gestão de todos os resíduos do RIOgaleão, contribuindo para o processo de Waste Zero (desperdício zero) do aeroporto. Implantaremos uma nova tecnologia que irá revolucionar a gestão de resíduos sólidos, para que o mínimo possível seja desperdiçado”, contou o Diretor e Gestor Ambiental do Grupo Servioeste, Jeferson Balbinot.

“O projeto é resultado do trabalho conjunto das áreas de Sustentabilidade e de Suprimentos do RIOgaleão para obter uma solução inovadora para tratamento de resíduos sólidos gerados na operação do aeroporto, priorizando o caminho sustentável. Nosso objetivo é ser o primeiro aeroporto brasileiro autossustentável neste quesito”, afirmou Milena Martorelli, Gerente da área de Sustentabilidade do RIOgaleão.

Na foto, os diretores do Grupo Servioeste com equipe técnica do RIOgaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim, do Rio de Janeiro. Fábio Redin, Jeferson Balbinot, Bruno Faccini, Sandra Balbinot, Doacyr Balbinot, José Carlos Marques de Oliveira, Lúcia Gropillo Gones, Milena Martorelli, Mariana Perez e Deivid Oliveira.

Veja também

Tijolo Verde13/10/17Tecnologias são colocadas em prática para gerar soluções com menor impacto ambiental dentro da construção civil. Por Carol Bonamigo Extração de matéria prima da natureza, produção de materiais, construção de edificações. Esses são apenas alguns dos inúmeros processos que requerem para a construção civil. Inegavelmente um dos setores fundamentais na economia brasileira – empregando cerca de 13 milhões de pessoas,......
Licença ambiental a um clique de distância16/04/18INEA lança aplicativo para desburocratizar licenciamento ambiental. O município de Três Rios, no Rio de Janeiro, sediou, no final de março, o lançamento do aplicativo INEA Licenciamento, uma ferramenta para smartphones para modernizar e agilizar o processo de licenciamento ambiental no estado do Rio......
Fortaleza terá ciclovia-modelo21/09/17Cidade já possui uma malha cicloviária de 214 quilômetros e conta com o Plano Diretor Cicloviário Integrado. Os ciclistas de Fortaleza terão um novo espaço de trânsito na capital a partir de um projeto-piloto elaborado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ministério das Cidades e a prefeitura da capital. A ciclovia-modelo,......

Voltar para NOTÍCIAS