Postado em 30 de Junho de 2017 às 09h36

Aplicativo facilita as denúncias ambientais

Gestão Pública (24)

App da Secretaria de Meio Ambiente de SP está disponível para Android e iOS

A Secretaria de Meio Ambiente de São Paulo apresentou no último mês, uma nova plataforma de auxílio para a população fazer denúncias contra crimes ambientais. Trata-se do Denúncia Ambiente, um aplicativo que permite às pessoas delatarem crimes relacionados ao meio ambiente (como desmatamento, queimadas, tráfico de animais silvestres, poluição do ar etc.).

De acordo com a publicação do site da Secretaria, a nova ferramenta permitirá que os seus usuários denunciem de maneira anônima, através de fotos, áudios ou vídeos de até 30 segundos. Para confirmar a denúncia, é necessário anexar, ao menos, uma evidencia do delito.

O app está disponível para download no sistema Android e iOS. Com o novo programa, a linha telefônica direta para este serviço, o “Disque Ambiente”, será em breve desativada e as denúncias concentradas no aplicativo.

Veja também

Lançado projeto Bikeco em Canoas/RS20/06/18Bicicletas ecológicas serão alternativas às carroças, que estão proibidas no Centro da cidade. A Prefeitura de Canoas, no Rio Grande do Sul, lançou nesta terça-feira (19) o projeto "Bikeco", iniciativa que integra o Programa Canoas Sem Carroças. Após a proibição da circulação das carroças no Centro, aprovada por unanimidade na Câmara de Vereadores, a Prefeitura trabalha para oferecer alternativas aos carroceiros. No Centro, os......
Hoje Brumadinho...e amanhã?16/04/19O alarme não soou e quando se percebeu, a lama já arrastava tudo o que estava pela frente. Por Tuanny de Paula Sem aviso e um barulho estrondoso. Esse é o relato dos moradores do município de Brumadinho/MG sobre o rompimento da barragem na Mina Córrego do Feijão, administrada pela empresa Vale. O desastre aconteceu......
Cultivo de ostras e mexilhões interditado em SC24/10/17Comercialização de ostras e mexilhões continua interditada durante esta semana. A interdição da comercialização de ostras, vieiras, mexilhões e berbigões devido à presença de toxina paralisante (PSP) no Litoral de Santa Catarina, anunciada na última semana pela Secretaria de......

Voltar para NOTÍCIAS